fbpx
Educação

Quais são os parâmetros nacionais de qualidade para a educação infantil?

Por 1 de agosto de 2019 Sem comentários
crianças e professora montando tangram na sala de aula

Se você atua na área da educação com crianças entre 0 e 5 anos de idade, os Parâmetros de Qualidade para a Educação Infantil são uma importante ferramenta para melhorar a qualidade do ensino.

Por isso, trazemos a seguir mais algumas informações sobre o documento. Boa leitura!

Entendendo os Parâmetros Nacionais de Qualidade para a Educação Infantil

Os Parâmetros Nacionais de Qualidade para a Educação Infantil foram publicados pela primeira vez no ano de 2006 e são considerados um marco para o desenvolvimento de políticas públicas relacionadas à área.

Após 13 anos, uma nova versão foi produzida por meio de uma parceria entre o Ministério da Educação (MEC) e diversas organizações relacionadas ao ensino específico para a faixa etária dos 0 aos 5 anos de idade.

Um dos objetivos do documento apresentado recentemente é  adequar os parâmetros às novas leis da esfera educacional que surgiram durante esse período de mais de uma década.

Mas o intuito principal desse material é servir como um guia para orientar as ações dos profissionais que atuam no âmbito da Educação Infantil, de forma a aprimorar a qualidade do ensino nas creches e pré-escolas do país.

Qualidade na Educação Infantil: para quê?

Toda a fundamentação teórica do documento pauta-se na compreensão da importância da Educação Infantil tanto para as famílias, que precisam de espaços de cuidados para seus filhos, como para as próprias crianças que têm o direito à educação.

Vale lembrar que a escola é, em geral, na fase dos 0 aos 5 anos de idade, o primeiro lugar externo ao ambiente familiar no qual as crianças estabelecem vínculos afetivos e adquirem experiências por meio das práticas ali possibilitadas.

Dessa forma, a Educação Infantil visa promover o desenvolvimento integral e integrado do aluno.

E assim, nos anos posteriores, o educando pode apresentar uma base adequada e satisfatória para a sua formação posterior, nos demais níveis de ensino.

Por isso, inclusive, buscar a melhoria dos processos ensino-aprendizagem de crianças com essa faixa etária é uma forma de ampliar também a qualidade da educação brasileira de uma maneira geral.

Estrutura do documento de 2018

O documento publicado em dezembro de 2018 é composto por um único volume com 82 páginas.

Nestas estão presentes as áreas que constituem os indicadores de qualidade do ensino, bem como práticas e princípios norteadores.

E, dentre os valores que serviram como base para a sua construção destacam-se: qualidade, eficiência, efetividade, inclusão e equidade.

Sua composição é uma introdução, uma contextualização histórica da Educação Infantil brasileira, orientações para o uso do documento e as áreas focais de interesse.

Abaixo indicamos as oito esferas contempladas pelos novos parâmetros:

  • Gestão de sistemas e redes de ensino;
  • Formação, carreira e remuneração dos professores e demais profissionais da Educação Infantil;
  • Currículos, interações e práticas pedagógicas;
  • Interação com a família e comunidade;
  • Intersetorialidade;
  • Espaços, materiais e mobiliários;
  • Infraestrutura.

Cada um desses tópicos é dividido em subtópicos, ou mais especificamente, nos princípios que podem orientar as ações dos profissionais.

No total são 21 princípios e mais de 200 direcionamentos para o aprimoramento da qualidade desse nível educacional.

Portanto, a partir do uso dos Parâmetros Nacionais de Qualidade para a Educação Infantil os agentes da área conseguem aprimorar suas ações e melhorar os processos ensino-aprendizagem para essa faixa etária.

Além disso, as orientações servem como embasamento para a reflexão, o planejamento, a formulação e a implementação de políticas públicas para o ensino infantil no Brasil.

Caso você tenha alguma dúvida ou queira fazer algum comentário, deixe sua mensagem abaixo!

 

×