fbpx
Educação

Os pilares e benefícios do Método Montessori

Por 20 de outubro de 2020 Sem comentários
Método Montessori

O Método Montessori é uma abordagem diferenciada do ensino tradicional, onde o professor fica no meio da sala e tem toda a atenção dos alunos, essa metodologia tem como objetivo permitir principalmente o desenvolvimento ideal e natural da criança, respeitando seu tempo e suas necessidades.

O Método Montessori foi idealizado pela médica Maria Montessori, que através de seus estudos percebeu que o ensino da época não ajudava o desenvolvimento infantil e não era eficiente para a educação.

Após anos de estudo e muita pesquisa, Maria fundou em 1907, na Itália, a Casa das Crianças, onde pode colocar em pratica sua filosofia de ensino.

Maria foi a primeira mulher a se formar em medicina na Itália e posteriormente se tornou pioneira no campo pedagógico ao dar mais ênfase a autoeducação do aluno do que ao papel do professor como fonte de conhecimento.

Atenta e interessada em aprender sobre o desenvolvimento infantil, ela descobriu que as crianças já nascem com a capacidade de aprender sozinhas se tiverem meios para obter o progresso.

Leia mais: Como os pais podem ajudar no aprendizado dos filhos

Crianças possuem capacidade de evoluir por conta própria

A metodologia consiste em oferecer a criança um ambiente preparado para que ela aprenda e encontre sua missão de vida.

Sendo assim, o adulto observa as preferencias e necessidades da criança e dá possibilidades para que ela se torne independente, responsável e capaz de atingir seus objetivos.

O legado de Maria Montessori é objeto de estudo de muitos cientistas pelo mundo. Um deles foi feito pelo neuropsicólogo e pediatra Steve Hughes, ele afirma que o método potencializa funções do cérebro e ajuda a expandir o desenvolvimento.

Outra pesquisa que comprova os benefícios do método foi publicada pelo Capital Pediatrics Research Institute, em 2009.

A pesquisa dividiu crianças entre dois e três anos em dois grupos. O primeiro grupo participou de atividades do Método Montessori e o segundo grupo frequentou escola de ensino tradicional.

Após um ano das atividades, o estudo mostrou que os participantes da filosofia Montessori apresentavam níveis de movimentos finos, capacidade de adaptação, linguagem e desenvolvimento de comportamento social significativamente maiores.

Método Montessori como aliado para uma vida adulta bem sucedida

Devido a sua observação das crianças, Maria Montessori criou um método inovador e capaz de trazer diversos benefícios, entre eles podemos citar:

  • Capacidade de tomar decisão;
  • Liberdade;
  • Senso de justiça;
  • Criatividade;
  • Capacidade de ser feliz;
  • Independência;
  • Autodisciplina;
  • Melhor concentração;
  • Amor por aprender;
  • Controle do corpo;
  • Autocrítica
  • Respeito.

Além disso, uma pesquisa feita com mais de três mil executivos mostrou que grande parte deles teve educação Montessoriana. Entre eles estão os fundadores do Google e da Amazon.

Outros grandes nomes que frequentaram escolas com essa abordagem foram o ganhador do prêmio Nobel de literatura, Gabriel Garcia Márquez e a cantora Beyonce.

Dicas: Táticas para professores de educação infantil

Pilares do método

Baseado em alguns traços comuns a cada faixa-etária, o método Montessori conta com seis pilares, que é o conjunto de teorias, práticas e materiais didáticos idealizados por Maria Montessori. São eles:

Autoeducação

A criança tem total liberdade para aprender à medida que interage com o meio em que se encontra. A escola ou os pais oferecem materiais específicos, feitos para ser manipulados pela criança.

Dessa forma, eles tem a chance de aprender com seus próprios erros, com liberdade para fazer a atividade que desejar e repetir quantas vezes quiser.

Educação Cósmica

Baseado na teoria de que as crianças nascem interessadas por tudo ao seu redor, a filosofia Montessori procura formas de manter isso aceso ao longo da vida.

Através da visão de que todas as coisas estão conectadas e dependem uma das outras para existir, permite então a criança perceber a ordem de tudo que existe na natureza e no universo.

Para que isso ocorra, a educação entre 6 e 12 anos é baseada em perguntas, histórias e pesquisas que estimulam a curiosidade dos estudantes. Assim, alimenta a percepção de que tudo pode ser descoberto, compreendido e que todas as coisas são interessantes, se observadas da maneira correta.

Educação como ciência:

O método Montessori observa primeiramente o desenvolvimento da criança antes de decidir qualquer coisa importante. Desde a utilização de um material novo, até a correção de um comportamento inadequado.

Através da observação é possível perceber qual a real necessidade da criança e assim, descobrir qual a melhor abordagem adotar para cada criança e qual o melhor momento

Ambiente preparado:  

Segundo o método Montessori, a criança precisa de um ambiente seguro, preparado e com nutrientes físicos, emocionais, mentais e sociais para que possa ser livre e se desenvolva de forma biológica.

Para que a criança tenha liberdade e possa explorar o ambiente em que vive é importante que tudo esteja ao seu alcance.

A criança precisa ter liberdade de tomar água, comer, ir ao banheiro e dormir sem precisar da ajuda ou autorização do adulto.

Outro ponto importante é não deixar o ambiente muito estimulante, pois as crianças já tendem a ficar entusiasmadas com situações rotineiras. Por isso é indicado usar cores neutras e claras nas paredes e mobílias.

Adulto preparado:

Para que os princípios anteriores funcionem é preciso que o adulto responsável por interagir com a criança se transforme.

O adulto precisa confiar na criança e buscar entender os sinais que ela dá de suas necessidades.

Através da observação, do ambiente e das interações, o adulto oferece meios para que a criança supere seus desafios.

O papel do adulto é ajudar o mínimo necessário e deixar a criança agir sozinha, mas mostrar que está presente.

Criança equilibrada:

Levando em consideração que a mente e corpo das crianças andam juntos, uma das principais funções do método é manter essa concentração ativa e natural.

Realizando atividades que exigem movimentos do corpo e aperfeiçoamento das ações, diminuem os desequilíbrios e conduz à independência, iniciativa, autodisciplina, generosidade e confiança.

E você já pensou em aderir a esse método na sua escola ou na sua casa?

Essa filosofia tem ganhado cada vez mais adeptos, já que se mostra muito eficaz e traz diversos benefícios devido ao respeito pelas necessidades dos pequenos.

Ela traz liberdade e autonomia para que as crianças se desenvolvam no tempo delas e aprendam a ser autoconfiantes e independentes.