fbpx
Tecnologia Escolar

Desafios do uso da tecnologia na Educação Infantil

Por 6 de setembro de 2019 Sem comentários

Você é a favor do uso da tecnologia na educação infantil? No post de hoje abordamos a questão e falamos sobre os desafios que existem para o educador do século XXI. Boa leitura!

 

A educação no século XXI

 

Pensar a educação é compreender que ela integra contextos socioculturais e históricos e, por isso, está em processo constante de adaptação e transformação. Nesse sentido, embora ainda recente, a inserção da tecnologia no ambiente escolar é um fato. 

 

Isto porque os alunos da atualidade já nascem dentro de um contexto no qual os recursos tecnológicos estão disponíveis e mais do que isso, fazem parte de suas rotinas. 

 

Logo cedo, ao acordar, por exemplo, muitas crianças brincam com aplicativos no tablet enquanto esperam para tomar o café da manhã; no caminho para a escola assistem a um desenho animado no celular; e ao chegarem em casa, ao final do dia, divertem-se no vídeo game. 

 

Ora, um dos papeis da escola é, a partir dos cenários de seus alunos, construir aprendizados significativos que possam gerar um desenvolvimento biológico, psicológico e, não menos importante, social do educando. 

 

Como a educação infantil é a primeira etapa da educação básica, ou seja, o primeiro contato que as crianças têm com um mundo externo ao do ambiente familiar, é natural que os professores aproximem-se das tecnologias para favorecer a educação de seus alunos, não é mesmo? 

 

Porém, é necessário ter a consciência de que os recursos pedagógicos tecnológicos não podem ser os únicos e nem os principais. Outros materiais deve continuar sendo utilizados. Afinal, o mundo não é só tecnologia. 

 

Benefícios e desafios do uso da tecnologia na sala de aula

 

Dentre as vantagens obtidas a partir da apropriação de recursos presentes na internet, jogos interativos e aplicativos educativos, por exemplo, destacamos: 

 

  • promovem o desenvolvimento da linguagem; 
  • desenvolvem coordenação motora fina; 
  • geram maior aporte de informações para a construção do conhecimento; 
  • favorecem a compreensão da diversidade pelo fácil acesso a outras culturas; 
  • propiciam práticas motivadoras que têm relação com o contexto do aluno; 
  • produz ambientes de aprendizagens bastante dinâmicos e interativos. 

 

Mas salientamos também que para alcançar tais benefícios as crianças precisam entender não só como usar o recurso tecnológico, mas o porquê de o utilizarem. Ou seja, o desafio é fazer com que a atividade apresente um sentido para o educando. 

 

E, ainda, mais uma questão importante e desafiadora, sem dúvida, é promover o desenvolvimento de um olhar crítico no aluno a respeito de tais ferramentas para que ele possa usá-las de forma inteligente e não seja dominado por elas. 

 

Aliada à criatividade é ideal que as crianças ampliam a criatividade para que, mais tarde, construam outros recursos com valores para a sociedade e o desenvolvimento desta. 

 

Práticas com tecnologia no âmbito da educação infantil

 

Antes de finalizarmos, mostramos alguns exemplos de práticas que podem ser aplicadas nesse nível de ensino. São elas: 

 

  • produção de filmes curtas-metragens com massinhas de modelar; 
  • realização de mostra de fotografias e postagem em um instagram da escola; 
  • criação de um blog com textos a partir de ideias discutidas em sala; 
  • leitura de histórias infantis online;
  • prática de jogos em rede que aproximam a turma; 
  • uso de aplicativos educativos com atividades que estimulam a oralidade. 

 

Reforçamos que existem várias outras possibilidades para o uso adequado da tecnologia na educação infantil. Vale a pena conferir mais sobre o assunto e aprimorar, bem como adaptar, o processo ensino-aprendizagem para as necessidades do século XXI. 

 

O que você pensa sobre o uso das tecnologias na educação infantil? Sabe como utilizá-las beneficamente? Deixe seu comentário a seguir!

 

×