fbpx
Dicas

Como desenvolver alunos com multitalentos?

Por 26 de dezembro de 2019 julho 1st, 2020 Sem comentários
alunos com multitalentos

Crianças com capacidades acima da média podem ser um grande desafio para os professores, pois exigem abordagens especiais para que se mantenham motivadas e seus desenvolvimentos ocorram de maneira adequada. A seguir explicamos como identificar alunos com multitalentos e o que fazer para estimulá-los a desenvolverem suas potencialidades ao máximo. 

Reconhecendo um aluno com altas habilidades

Crianças com altas habilidades costumam apresentar tais competências em domínios específicos, dentre os quais citamos: 

  • Intelectualidade geral; 
  • Comunicação e expressão; 
  • Psicomotricidade; 
  • Artes; 
  • Pensamento crítico. 

Mas é possível também que eles apresentem capacidades acima da média em mais de uma dessas áreas. 

Mas tanto por apresentarem facilidades em aprender e desenvolver certas competências como por não terem interesse em assuntos de outras esferas, muitas vezes alunos com multitalentos são conhecidos como bagunceiros, e, inclusive, podem ser confundidos com crianças que apresentam déficit de atenção ou dislexia, por exemplo. 

Não é incomum crianças com altas habilidades apresentarem um rendimento baixo na escola e problemas de aprendizagem. 

Porém, isto ocorre porque a forma como as aulas são ministradas não os motivam e não são capazes de fornecer desafios constantes e mais avançados do que para a turma no geral, algo que é essencial para crianças com multitalentos. 

Portanto, para que estes alunos não sejam prejudicados em seus desenvolvimentos é necessário que os professores saibam como identificar as características básicas dessas crianças.  

Características principais

Identificar uma criança superdotada em sala de aula depende da percepção, pelo professor, das seguintes características: 

  • alto nível de curiosidade; 
  • tendência a se aprofundar em assuntos de interesse; 
  • facilidade para persuadir os colegas; 
  • aprende rapidamente quando está interessado no tema; 
  • habilidade para identificar e solucionar problemas; 
  • flexibilidade e adaptabilidade a diferentes e novas situações;
  • apresenta empatia e sensibilidade para com os outros.  

Destacamos que várias crianças podem ter essas características e não serem multitalentos. Portanto, o que importa na hora fazer essa identificação é verificar qual deveria ser o nível de tais competências para a faixa etária do aluno. Caso esteja acima da média, ele possui altas habilidades. 

A educação deve ser especial

Uma vez que crianças superdotadas podem ficar desmotivadas rapidamente e demandam novos e constantes desafios, é preciso que a educação delas seja especial. O que significa dizer que o educador deve modificar certas etapas do processo ensino-aprendizagem visando suprir as necessidades desse aluno que são, em geral, distintas das dos colegas. 

Cabe ao professor, portanto, inserir novas atividades, mesmo que individualmente, que instiguem o aluno a prestar atenção e a se superar em todas as aulas, conquistando assim um desenvolvimento pleno, como os outros educandos da turma. 

BNCC para educação infantil

O preparo do professor

Para garantir uma educação de qualidade aos alunos com multitalentos, a escola deve promover a capacitação dos professores para que eles sejam capazes de perceber essas crianças e não considerá-las como bagunceiras ou teimosas ou dispersas, por exemplo. 

Como em muitos casos crianças com multitalentos apresentam habilidades como leitura, raciocínio lógico, pensamento crítico, capacidades motoras e/ou artísticas (confira como trabalhar esse Campo de Experiência),entre outras, que só deveriam ser adquiridas mais tarde, é primordial que os educadores não impeçam esses alunos de utilizá-las, mesmo que “antes da hora”. 

Assim é possível que continuem desenvolvendo tais competências, ainda que em teoria, não seja o momento ideal. Novamente, deve-se entender que a educação dos multitalentos é uma educação especial. 

Portanto, discutir sobre alunos com altas habilidades é primordial no ambiente escolar, bem como a realização de cursos sobre o tema e a troca de conhecimentos e experiências entre educadores que têm experiência na área e os que possam vir a ter. 

Enfim, uma vez que o professor e toda a equipe institucional estão preparados para atuar com essas crianças, elas têm garantido o direito à educação de qualidade, orientada para suas necessidades específicas.